terça-feira, 2 de julho de 2013

Livros na escola

Enquanto o mundo está de olho em Xbox One, em Wii U, em PlayStation 4, eu venho aqui falar de livros! Talvez não seja o assunto que a população gamer mais quer ouvir, mas eu não ganho nada com o acesso de ninguém, também não posso perder nada com os "des-acessos" (what?).

                                                                           

Aqui estou eu, sentado numa cadeira pouco confortável congelando de frio com meu pijama velho olhando pra minha estante. Todo mundo sabe da minha obsessão por Harry Potter, então vamos pular a parte que metade dela se encontra cheia só de livros e "figuras de ação da série", e ir passando por um exemplar de "Incidente em Antares", livro que eu peguei na biblioteca de escola e que não tenho muita intensão de devolver, um velho livro de tirinhas de "Garfield", a biografia resumida da banda Pearl Jam, na obra intitulada "Pearl Jam, duas décadas de sucesso", uma linda e perfeita edição em capa dura de "O hobbit", um espaço vago onde normalmente ficaria "A Guerra dos Tronos", que eu emprestei para um ser que jamais me devolverá, o primeiro volume da nova edição de "O único e eterno rei: A Espada na Pedra", a coleção de "O Guia do mochileiro das galáxias", e "Os contos de Beedle, o Bardo".

Com tantos livros, minha pilha atual de livros para ler é enorme, sem falar que já estou de olho em adquirir os livros de The Walking Dead, e quase não sobra tempo pra tantas obras. E o que a escola faz pra nos ajudar? MANDA LER MAIS UM LIVRO!

Sim, minha escola tem um planinho idiota de cultura na escola, onde eles "mandam" você xerocar determinado livro, e ler para fazer uma prova até determinado dia. Qual é?

Não sou contra os livros na escola, acho até que é algo necessário, mas não acho que obrigar as pessoas a lerem determinados livros entediantes que falam sobre romance e angústia seja uma boa maneira de incentivar a leitura. Isso porque cada um tem seu gênero literário favorito, e acaba se tornando muito chato para uns que preferem terror e sanguinolência a beijos e ursinhos ler coisas como "Um amor para recordar", assim como é insuportável esse público romântico ler obras como "Cemitério Maldito", por exemplo.

Agora, se você, hater miseravel de uma figa, filho da whore que adora criticar tudo o que eu faço, mentira, discorda comigo, e acha que é importante sim a "obrigação" de determinado livro na escola, e que alguns alunos só possuem essa oportunidade de leitura, meu amigo lembre-se:

Que lugar é aquele que os hipócritas valentões e idiotas passam longe dele na hora do recreio? Que lugar é aquele que quando você entra, dá de cara com uma placa dizendo "SILÊNCIO"? Qual é o lugar que fica a disposição de todos, mas que só meia dúzia se comprometem a ir?


AAAARRAAAAÁÁÁ!!! Comigo, separando as sílabas, BI-BLI-... O-TE-... completa aí __!

Claro, a Biblioteca cumpre este papel,  e como cumpre! A biblioteca da minha escola é realmente muito boa, já encontrei um lindo exemplar de "As crônicas de Nárnia", "Desventuras em série", e muitos, muitos outros livros excelentes. Se o aluno tem o desejo de ler, que vá a uma biblioteca, pois ao me ver, livros que você lê por obrigação, você já acaba pegando-o e olhando... "AAH QUE CAPA FEIA, NOSSA QUE FONTE HORRÍVEL QUE ELES USARAM... PULTAQUIPARIUL, SERIA MELHOR TER IDO VER O FILME DO PELÉ", e é claro, sua leitura já está fadada ao fracasso, assim você só repara nos pontos negativos pra ter um argumento pra criticar os livros que você lê por obrigação, e isso acaba afastando os alunos do mundo da leitura.


Sempre que um desses alunos, traumatizados por um livro que não queriam ler, mas que foram forçados a fazê-lo, passarem em frente a uma livraria com algum dinheiro no bolso, a grande maioria nem olharia muito adiante da vitrine e passaria direto, pois assemelhariam a má experiencia com os livros em geral e gastaria seu dinheiro com, sei lá, sorvete, x-egg, jogos pirata... vá saber., a questão é que minha opinião é essa:

"LIVROS NA ESCOLA IRONICAMENTE AFASTAM OS ALUNOS DA LEITURA"

Não concorda? Argumente, não venha comentando "vaitománocul, fillhadapultaah, voce num sabi di nada i fica falano aew poha, eul gostu di livru na escola manuu, e por issu sou mais cultu qi tu, morôww"... CULTO O C@RALHO, se é tão culto, tenha argumentos, críticas com argumentos e construtivas serão bem aceitas!

O que vocês acham?

2 comentários:

  1. Finalmente um post novo cara!Você merecia mais views e coments porque você escre post muito interessantes!Bem não sou das pessoas que leia muito,mas leio sim.Na minha escola era diferente, você tinha de escolher qualquer livro(da biblioteca ou de casa) e durante uma certa data a professora dava um papel para fazer-mos o resumo dele e depois apresentar à turma.Eu acho que todas as escola deviam fazer assim e não um livro próprio de um único género. Enfim. caso fazer mais posts eu vou ver sempre e comentar sempre que possível cara por favor não feche o blog eu gosto muito dele. o/

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por permanecer fiel ao blog, e por comentar incentivando! Não temos o intuito de acabar com o blog, mesmo que as atualizações demorem, elas sempre voltarão!

    obrigado também pela sua opinião =D

    Abraços!

    ResponderExcluir